Fantástico Sistema Hidráulico descoberto debaixo de pirâmide maia

Arqueólogos descobriram, na cidade de Palanque (sul do México), um sistema hidráulico no Templo das Inscrições, construído no século VII a.C. Ele passa sob a tumba do do governante K’nich Janaab e, segundo o arqueólogo Arnolfo González Cruz, possivelmente representa o caminho para chegar ao mundo dos mortos.

Para tentar explicar a existência da rede hidráulica, o arqueólogo conta que, quando o imperador, conhecido como Rei Pakal, foi sepultado, uma imagem indicava que, para ser recebido no submundo, era necessário submergir na água.

A rede completa de conexões foi feita em níveis e orientações diferentes e, por causa disso, deve ter sido projetada muito antes da pirâmide ter sido levantada. Seus túneis, compostos de pedras, conduzem a água sob a tumba para o exterior, direcionando, assim a alma do governante para o mundo dos mortos.

A descoberta, porém, foi acidental: os arqueólogos detectaram uma rachadura embaixo da pirâmide e pensaram que poderia ser uma falha geológica, colocando em risco a construção. Através de câmeras introduzidas no subsolo, eles descobriram o aqueduto, feito de enormes pedras talhadas, unificadas com argila, que estão cobertas por um teto feito também de pedras. O sistema tem aproximadamente 60 centímetros de largura e altura.